Quem é Rosa

Minha foto
“A vida é a descoberta de quem somos." contato: rosicleidedavid@ymail.com

intervalos

Nos meus intervalos, eu passo por aqui...
Revelo a colheita do que plantei durante o dia,
Faço uma breve análise do que está em mim ou do que se passa ao meu redor,
Ou simplesmente deixo fragmentos de sonhos...

Os textos de minha autoria são protegidos pela lei n° 9.610 de 19-02-1998, lei dos direitos autorais.

sábado, 6 de agosto de 2016

06 de Agosto de 2016



Rosa sonhou com o Cravo...


E acordou pensativa, depois de tanto tempo sem tocar em seu nome, sem lembrar.
Rosa tem mania de querer saber como estão aqueles com quem ela sonha, Rosa gosta de sonhos... Pensou por um segundo em perguntar: Hei, como você está?!

...

Rosa lembrou que algumas pessoas gostam de trancar as portas do passado, Talvez o Cravo seja assim. E ela aprendeu que a maneira mais bonita de amar é respeitar a liberdade do outro.

...


Rosa quer bem ao Cravo, ela sabe que todo amor é infinito, transmutável e bom. Ela jurou um dia o seu amor, e esse amor depois da convivência, de tantas lições, na distância virou luz, uma luz de bem querer.
Rosa é feliz, tem um sentimento sereno de gratidão, a vida é sempre boa. O Amor é sempre presente. O Amor é o único Caminho. É sempre o Amor que sobra, é sempre o Amor que tem de sobra!


Rosa sorriu ao lembrar do Cravo, desejou-lhe o bem, respeitou a ausência fruto da decisão dos dois, e seguiu.





sábado, 30 de julho de 2016

30 de Julho de 2016




Depois de mais de 2 anos, Rosa percebeu que precisava regar este jardim...

Não se pode passar uma existência sem a vontade e a coragem de desbravar os mundos que existem a nossa volta, sem desbravar os nossos mundos...
Rosa estava a desbravar... continua.

Mas hoje, Rosa precisou parar um pouco e cuidar deste jardim. Do jardim das poesias e delicadezas, das palavras doces e reflexivas, do fluir das palavras que sempre chegam ao caminho certo.

Rosa é tão poesia, que os versos que ela encontra pelo caminho sempre trazem ao seu peito a certeza de estar na busca certa, na sua busca.

Rosa é desbravadora, Rosa é uma buscadora... e isso é o sentido mais sublime de sua existência.

Rosa aprendeu que quando se integrava aos mundos exteriores aprendia muito sobre si mesma. Inquietou-se pela sede de conhecimento, descobriu o conflito necessário do autoconhecimento.
Compreendeu que o conhecimento e as experiências preenchem todo o nosso Ser. Mas a Existência é dinâmica, é como o ato sagrado de respirar... é necessário encher os pulmões de ar, é necessário esvaziá-los. Por vezes precisamos nos "preencher", por vezes apenas o que precisamos é "esvaziar".

Um abraço de amor fraternal,


Rosicleide David