Quem é Rosa

Minha foto
“A vida é a descoberta de quem somos." contato: rosicleidedavid@ymail.com

intervalos

Nos meus intervalos, eu passo por aqui...
Revelo a colheita do que plantei durante o dia,
Faço uma breve análise do que está em mim ou do que se passa ao meu redor,
Ou simplesmente deixo fragmentos de sonhos...

Os textos de minha autoria são protegidos pela lei n° 9.610 de 19-02-1998, lei dos direitos autorais.

terça-feira, 29 de junho de 2010

29 de junho de 2010

Porque há dias que acordo assim...

Com o peso de cem anos vividos em minhas costas.
E em outros, que acordo recém - nascida.
Porque há dias que o meu sofrimento parece ser o maior do mundo
E em outros, que percebo o quanto devo ser grata à vida.

Somos essa frequência que está a oscilar o tempo todo, ora em picos altos, ora na descida.
O que não percebemos é o quanto esta frequência influencia no ambiente em que estamos inseridos, não como simples contextos. Mas, como diria meu caro filósofo Canti, estamos inseridos como agentes do caos, o caos que faz a roda "viva, gira e impulsiona o ciclo da vida".
Desta frequência que são feitos os dias dos homens, do humor que se instabiliza e da combinação do Ambiente mEU e do Ambiente sEU.
A frequência está ativa e quando parar, a vida expira.

Rose David

Um comentário:

  1. Olá,
    Olha eu de novo invadindo o seu espaço. É só para um comentário bem rápido: estas duas frases ficaram espetaculares, traduziram exatamente o que sou, parabéns.
    "Porque há dias que o meu sofrimento parece ser o maior do mundo.
    E em outros, que percebo o quanto devo ser grata à vida."

    Abração!

    ResponderExcluir